quinta-feira, 17 de março de 2011

festim embananado

Sobre a mesa: bananas - suprindo, sustendo, sensibilizando.
Sobremesa: terra que virou bala de banana, banana flambada, pão recheado de banana, banana cristalizada, bananada - sob eixo caipira. Três eixos, três cliques e Bach alimentando o brasileiro Heitor Villa-Lobos. Mesa farta pra todos e o privilégio de ouvir a interpretação que o autor deu pra sua obra, por ele mesmo.

O original das Bachianas Brasileiras n°2 - 4°movimento, Tocata - Trenzinho do Caipira, pela Orchestre National de la Radiodiffusion Française, gravado em 11 de maio de 1956, tendo como regente o próprio Villa-Lobos.

No violão de Yamandú Costa, Trenzinho Caipira.


E por macla, a letra na voz de Edu Lobo.


Lá vai o trem com o menino, lá vai a vida a rodar, lá vai ciranda e destino, cidade e noite a girar. Lá vai o trem sem destino pro dia novo encontrar, correndo vai pela terra, vai pela serra, vai pelo mar. Cantando pela serra do luar, correndo entre as estrelas a voar, no ar, no ar...

Nenhum comentário: