sábado, 16 de julho de 2011

em curto espectro

num voo das águas em gesto de instantes, vento onde a vaga ousa saltar das rochas.
átimo que vive num lance de ar e brilho, rebenta esgotando em pedra de sal.
o segundo - a excelência da raridade.
Saint-Saëns - Concerto para violino n3 em ré menor, op61
3°mov - molto moderato e maestoso - solo, Henryk Szeryng.




Um comentário:

Rejane Martins disse...

em tempo:
https://youtu.be/PeeE9nYXDhg