segunda-feira, 27 de maio de 2013

pois

  
  
                                                                                                              este é o rejaneando 
 e é o que diz. cismada de mundos, munida de sonhos, moinhos de música, o rejaneando
 sou eu.





villa-lobos, nesta rua, carlos gomes,
alvorada: meus pertences guaranis.                                                                                                                                    

terça-feira, 21 de maio de 2013

verdessências

na eterna esperança dos andares que alimentam            
  acolho pés e voo, 
tão só de alimento necessário. 

"a música nos foi dada com o objetivo de colocar ordem nas coisas, incluindo,
particularmente, a coordenação entre o homem e o tempo."
    Igor Stravinsky 


   na relevância, no reverdecer,
   stravinsky, firebird.

segunda-feira, 20 de maio de 2013

eram claves

eram lumes ascendentes, era Dom Pepe
...se eu pudesse te entregava flores, poesia e saúde! cidadão do mundo Pepe Mujica.    




terça-feira, 14 de maio de 2013

tal vez

     Branka Parlić urdindo signas
espaço vitrescível em sons de quartzo crescente 




domingo, 5 de maio de 2013

trasto

no olhar 
os contrastes e as garatujas das rosas de Noel, na bela assinatura de toda obra Rodrigo

com traste: 
"quanto a você,  da aristocracia,  que tem dinheiro mas não compra alegria,
há de viver eternamente sendo escravo desta gente que cultiva a hipocrisia"

                                                                                                                                                  Noel Rosa



quarta-feira, 24 de abril de 2013

caiguá





                                          eu já bebi todas as minhas lágrimas, 
                                                  estou quites com a saca de sal. 




   Rodrigo, Aranjuez,  
adágio, Juliam Bream

"...minha música repousa sonhadora sob a folhagem do parque que rodeia o Palácio, e apenas deseja ser ágil como uma borboleta e precisa como o passe da capa de um toureiro".   Rodrigo, sobre Concerto Aranjuez




domingo, 21 de abril de 2013

corola ondear

 
um langabote,  
que não existe para ser aplaudido, apenas é.  





segunda-feira, 15 de abril de 2013

pérolas doces


"não!, as nuvens não são brancas, são amarelas, azuis e cinzentas - há cores nas nuvens"  
pela doçura combativa das Griet's, na rejeição dos Vermeer's - homens do nada, borrões 
de nascença - porque limpar os vidros pode qualificar a luz na sombra.





sábado, 13 de abril de 2013

tinto a cor do vinho


Schubert,   
sua serenade e a paixão pelo heuriger, o primeiro vinho de outono   

 
a soprano Nana Mouskouri   

 
   o barítono Thomas Quasthoff 



"a vida de Schubert foi um pensamento íntimo e espiritual; raramente expressa 
em palavras, manifestava-se integralmente na música" 
Franz Eckel, amigo de infância de Schubert   




quarta-feira, 27 de março de 2013

renascente

sibelius, op.47  
       
...aos sem sapatos, como eu, aos ateus de pé no chão, àqueles que caminham na textura:
Klimt e o beijo, reproduzido num prédio devastado da Síria, pelo artista Tammam Azzam.





quinta-feira, 21 de março de 2013

miradouro

meus botões      





quarta-feira, 20 de março de 2013

ponto de Libras


em círculo da eclíptica, na interseção com o equador celeste, 
os aventureiros se reúnem  
      o compositor brasileiro Carlos Gomes,
      o maestro brasileiro Júlio Medaglia e a nossa O Guarani: força indômita, florada.





quarta-feira, 6 de março de 2013

fuga em profundidade

Piedra y Cielo                     

el valle tiene una pena       
que no la conoce el viento: 
la pena de mirar siempre    
mitad piedra, mitad cielo.  

algunos valles se alargan     
como un anhelo...               

yo nunca fui como el valle,
eso lo saben los vientos.    
mi vida es domar caminos, 
  el valle siempre está quieto.

¿mi vida?, piedras afuera,  
cielos adentro...                
            
Atahualpa Yupanqui                  
             aos latino-americanos, ao povo venezuelano 
             porque nem toda fuga foge, algumas forjam respeito. 




quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

urbi et orbi








                                                            
                                                             in 
                                                             senso 
                                                             não temos papa 
                                                             habemus alis volat propriis





terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

vinte e seis de fevereiro


desenho flor e céu claro: sensível e sonoro     
...e nos portões de Tannhäuser, pássaros a estear o sagrado e o profano          
num voo paráfrase sobre lumes ósseos

à Victor Hugo, no legado d' Os Miseráveis 




domingo, 17 de fevereiro de 2013

l'atitude de voo

  cevo o mate, escuto meu canto, 
meus relógios abonam meus caminhos: 
degusto o tempo que não se prova pelo calendário





heifetz, bourrée-double
bach, partita n1, em si menor

sábado, 2 de fevereiro de 2013

altibordo

então ela não se esparrama pelo chão?
a batatinha...
ó céus!
a batatinha quando nasce
espalha a rama pelo chão!
isso muda tudo!
...

batatinha quando nasce,    
segura o coração,    
menininha quando sonha    
se esparrama pelo chão    
e firme levanta,    
sacode, espana a mão!    
  refiz, por que não? 
   ele borda espaço de antemão.